Just a little patience

“Great works are performed, not by strength, but perseverance.” ~ Samuel Johnson

Minha mãe costumava dizer: “a pressa é a inimiga da perfeição”. Tenho aprendido, no dia a dia, o quão verdadeiro esse dito popular pode ser.

Se alguém me perguntasse, hoje, qual tem sido meu maior aprendizado com o Theo, eu saberia facilmente responder: tenho aprendido a ser paciente. A esperar. A construir tijolo por tijolo. E a saber que não sou dona do tempo.

Quando começamos o tratamento do Theo, ele não sabia comunicar o que queria. Em geral, levava a mão da gente até os objetos. Fomos orientados a pegar a mãozinha dele, esticar o dedinho e falar “aponta, filho, com o seu dedinho”. E, assim, fomos.

Como uma boa apressadinha, eu esperava que ele começasse a fazer isso em um mês de insistência. Mal sabia eu da real dificuldade que uma criança autista tem em, simplesmente, apontar. Porque isso significa comunicação, um dos maiores desafios pra eles.

E o tempo foi passando, e eu fui desanimando. Cheguei mesmo a pensar que ele nunca faria aquilo. Até que, em um fim de semana inesquecível, ele começou a apontar pra tudo, frenético, achando aquilo o máximo. Alguma barreira invisível em seu pequeno cérebro fora rompida. Isso era indiscutível. Quanto tempo demorou? Um ano. UM ANO, caro leitor. Um ano de desesperança, ceticismo, impaciência. Mas, também, um ano de muito trabalho. Os tijolinhos que fomos montando um a um, dia a dia, tinham virado um muro!

Tenho meus exercícios pessoais de paciência todos os dias. Quando o Theo se frustra – seja porque não conseguiu se comunicar ou, simplesmente, porque recebeu um “não” – vem uma birra daquelas. No chão, chutando para os lados, chorando extremamente alto. E uma mãe normal entra em parafuso. Porque mãe não foi treinada para ignorar choro de filho. Simples assim!

E foi assim, após várias tentativas e erros, que descobri que, muitas vezes, tenho que deixá-lo chorar. Porque ele não vai ouvir qualquer um que tentar falar com ele nessa situação. Com o coração partido, aprendi a dizer “entendo que você está chateado e vou sair até que você se acalme. Quando você estiver mais calmo, a gente conversa”. E que grande exercício de paciência! Ainda estou tentando entender quais 10 minutos demoram mais a passar: 10 minutos naquela aula power de bike na academia ou 10 minutos com uma criança (que você ama) berrando a plenos pulmões.

Mas é daí que vem uma das maiores lições da vida materna: quando seu filho está fora de controle é que você tem mais obrigação de manter o seu. É fácil? Não. É muito, muito difícil. Tem vezes em que parece impossível. Mas temos que tentar. Se nós, pais, não tivermos paciência com eles, como podemos exigir de professores, cuidadores e terapeutas a mesma coisa?

Outro grande teste de paciência tem acontecido recentemente, desde que o Theo começou na escola nova. Novidade, pra ele, significa agitação, principalmente na hora de dormir. Então, todo aquele esquema do “Super Nanny”, que costuma funcionar muito bem em 90% do tempo, foi pras cucuias nas últimas semanas.

Theo, à noite, está visivelmente cansado, até mesmo bocejando. Mas com uma agitação fora do normal. Então, a rotina tem sido: coloco ele na cama, apago a luz, falo boa noite e saio do quarto. Ouço barulhos no quarto. Abro a porta e a luz está acesa. E tem um garotinho saltitante no meio do quarto…ou do banheiro. Apago a luz, coloco ele na cama novamente. E lá vem barulho. E coloco esparadrapo para que ele não acenda mais a luz. Ele foge para o banheiro. E por aí vai…até que ele se canse de vez e apague sozinho.

Não tem sido nem um pouco fácil. Até mesmo, porque, à noite, ele não é o único que está cansado. E não são poucas as vezes em que acabo chorando de frustração com toda essa novela. Mas, que outra opção eu tenho senão esperar? E esperar? E esperar mais um pouquinho?

Com isso tudo, posso dizer, com certeza: você, que me conheceu antes do Theo, não sabe como eu mudei no quesito paciência! Já estou praticamente atingindo o nível ninja! 🙂

E ainda vem mais por aí. Porque há outros tijolinhos sendo colocados no dia a dia. E tenho certeza de que, com a dose certa de perseverança e paciência, eles vão virar muros. E esses muros vão virar salas, quartos, corredores. Até que, um dia, vamos poder visualizar o lindo castelo que construímos juntos!

arquivo pessoal

Anúncios

12 thoughts on “Just a little patience

  1. Parece que quanto mais sono e cansaço eles tem mais agitados ficam! Ontem acabei deitando junto e fiquei com ele até adormecer. OK, é errado… Mas é o jeito mais rápido dele baixar a ansiedade e pegar no sono!
    E haja jogo de cintura… E bora nóis! Ao som do Gun´s in Roses, rsrsrs.
    Beijão! =)

    • Nossa, Rê, tem sido complicado. Nos últimos dois dias, meu pai estava aqui e insistiu em deitar com ele. Acabei deixando, porque eu estava exausta. Agora, o vovô querido foi embora! E eu vou ter que me virar nos 30 de novo!! 😀

      Bjo

  2. Déa,
    Só pelos seus textos já dá pra perceber que você mudou mesmo.
    Dizem que paciência é uma virtude, e se o Theo está trazendo essa virtude pra vc, acho que é algo a se comemorar.
    Estou admirada com o equilíbrio dele também!
    Bjo!

  3. Nossa Andrea tu leu meus pensamentos…ando precisando tanto dessa paciencia, eu ando bem cansada, mudança de estado, me abalou bastante, aqui é muito calor, tem muito mosquito, as crianças são alergicas, então estamos pura ferida do joelho pra baixo, usamos repelente, ventilador, ar, roupa comprida, ja que o ar deixa os quartos bem frio, agora compramos mosquiteiros…pro Caio deu certo, mas pra Mariana, é novidade e o que é novidade = agitação, no fim aboli o mosquiteiro porque ela não queria dormir queria ficar pulando na cama.

    Outra coisa começamos a saga do desfralde, nossa como esta dificil, ela não gosta de ir ao banheiro, levo brinquedos, gibis, tento deixar o mais divertido, as vezes consigo, mas muitas das vezes, ela faz “aquela birra”, e que birra né, mas tenho que continuar.

    Ontem fui na psicologa da Mariana, vou começar a fazer algumas sessoes por mês, pra mim mesmo, porque ando mega cansada e sem essa “paciencia”, não trabalho fora, mas é tudo comigo, eu ando bem cansada mesmo. Desde que me mudei pra cá Boa Vista/RR tenho dormido muito mal, a Mariana acorda se coçando e não volta mais a dormir, as vezes fica da 1:00 da manhã e vai ate as 4:00hrs ou 5:00hrs, e eu tenho que levantar as 6:30hrs da manha pra levar o filhote na escola, hoje foi um dia e no fim ele acabou faltando aula, já que fazia 1 dia que eu dormi somente 3hrs.

    Sabe fico vendo ou melhor dizendo lendo a evolução do Theo, como ele esta bem, parabens, eu leio o blog de vocÊs todos os dias, aqui me sinto bem…beijos e desculpa o mega comentario,me sinto bem colocando pra fora um pouco da minha frustação.

    • Geovana, pode escrever o tanto que você quiser. Eu não me incomodo, mesmo. Aliás, um dos objetivos do blog é ajudar. Fico feliz demais de saber que está sendo útil pra você! E te entendo bem. Theo tem umas fases em que acorda à 1h e só volta a dormir às 5hs. Agora, não estou trabalhando, mas teve época em que eu estava e tinha que levantar e ir pro trabalho!! Mosquito é complicado. Theo tb é alérgico. Aqui, onde moramos, tem bastante (claro que nem deve se comparar com aí). O negócio é apelar pro repelente mesmo.

      Um beijo,

      Andréa

  4. Minha querida filha,estivemos com vocês uns poucos dias e pudemos ver,mais uma vez,a rotina da família que é bem trabalhosa. Mas vimos,também,o carinho e a paciência com o Theo.É impressionante como o Theo se desenvolveu,talvez, seu pai e eu percebamos mais, por morarmos longe e nos vermos menos. Não sei se vc se lembra das vêzes que falei “paciência é pra ser usada quando precisa; quando está tudo bem não há necessidade dela”. Continue a exercitar a paciência que os frutos virão,com certeza. Amamos vcs muuuuito.Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s